Seja bem-vindo
Juazeiro do Norte,27/05/2024

  • A +
  • A -

Gérard Depardieu é preso por denúncias de agressões sexuais, diz agência

g1.globo.com
Gérard Depardieu é preso por denúncias de agressões sexuais, diz agência


O ator francês é acusado por duas mulheres em casos que teriam ocorrido em 2014 e em 2021. Gérard Depardieu é preso por denúncias de agressões sexuais
Gérard Depardieu foi preso nesta segunda-feira(19), em Paris, na França, por denúncias de agressões sexuais. A informação é da agência de notícias France Presse.
O ator francês é acusado por duas mulheres, em casos que teriam ocorrido em 2014 e em 2021. No primeiro caso, a vítima teria 24 anos na época e ele teria tocado em partes do seu corpo antes de dirigir a ela "palavras indecentes", segundo a denúncia.
Gérard Depardieu no Festival de Cannes, em 2015
Anne-Christine Poujoulat/AFP/Arquivo
No segundo, a denúncia foi feita por uma decoradora que trabalhava no set de filmagem do filme "Les Volets Verts", estrelado por Dépardieu.
Depardieu nega as denúncias. Em um artigo publicado no jornal francês "Le Figaro" em outubro do ano passado, ele afirma "nunca, jamais" ter abusado de uma mulher. "No tribunal midiático, contra o linchamento que me foi direcionado, só resta a minha palavra", escreveu.
Com uma carreira de mais de 200 filmes no cinema e na televisão, Depardieu é um dos atores franceses mais conhecidos do mundo, por interpretar personagens como Cyrano de Bergerac, Cristóvão Colombo, em "Alad'2", e Obélix, em "Asterix e Obélix".
O ator francês Gerard Depardieu posa durante Festival de Cannes de 2015
LOIC VENANCE / AFP
Pai de quatro filhos, entre eles o ator Guillaume Depardieu, morto em 2008, ele também está frequentemente envolvido em polêmicas.
O presidente russo, Vladimir Putin, concedeu-lhe cidadania russa no início de 2013 e, em 2019, o ator se converteu ao cristianismo ortodoxo.
Ator Gérard Depardieu está sob custódia da polícia de Paris, sob acusação de agressão sexual
Para além de sua trajetória de sucesso no cinema, também é empresário do setor gastronômico, dono de uma vitivinícola e teve uma carreira modesta como cantor.
Após o surgimento do movimento #MeToo em 2017, várias figuras do cinema francês foram acusadas de estupro, incluindo os diretores Christophe Ruggia e Luc Besson.
LEIA MAIS
Tribunal anula uma das condenações por estupro de Harvey Weinstein, ex-magnata do cinema que motivou #MeToo




Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.